Nota de repúdio aos ataques contra a população indígena e LGBTT

Nota de repúdio aos ataques contra a população indígena e LGBTT

Publicado em 18 de Janeiro de 2019 às 15h21

NOTA DA DIRETORIA DO ANDES-SN

REPÚDIO AOS ATAQUES CONTRA A POPULAÇÃO INDÍGENA E LGBTT

 

            As ações iniciais do novo governo federal têm sido marcadas por diversos ataques à classe trabalhadora e aos Movimentos Sociais.       Destacamos a retirada da FUNAI da função de demarcação das terras indígenas, a retirada da população LGBTT das diretrizes de Direitos Humanos e, recentemente, o Ministério da Saúde retirou do seu site a cartilha com as orientações sobre saúde sexual para a população Trans.

            Tais ações institucionalizam a lgbttfobia e o genocídio das populações indígenas, são ataques a direitos universais e constituem crimes contra a humanidade. Em menos de 10 dias, a nova equipe de (des) governo elegeu o(a)s indígenas, o(a)s negro(a)s, a população LGBTT e as feministas como inimigo(a)s público(a)s, desrespeitando a Constituição, ignorando a diversidade que marca a história do país, fortalecendo os discursos e os crimes de ódio. Diante disso, a Diretoria do ANDES-SN vem a público repudiar veemente tais ataques, pois o ódio não vencerá a esperança!

 

#DemarcaçãodasTerrasIndígenasJá

 

#NãoaLGBTTfobia

 

 

Brasília(DF), 8 de janeiro de 2019

 

 

 

 

Diretoria do ANDES-Sindicato Nacional

Outras Notas Politicas
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
EVENTOS